Paulo Leminsk




Ai daqueles

Ai daqueles
que se amaram sem
nenhuma briga
aqueles que deixaram que a mágoa nova
virasse chaga antiga
ai daqueles que se amaram
sem saber que amar é feito pão em casa
e que a pedra só não voa
porque não quer
não por que não tem asa.



Imagem: Milka Saksi

3 comentários:

Saramar disse...

Vivemos como pedra, diz bem o grande poeta: com medo de voar, cristalizando mágoas...
Que bobagem!
Depois, amanhã, o peso delas, petrificará nossas asas.
Que tolos, somos.

beijos

Kênia disse...

concordo plenamente.

Pepeu disse...

Bravo!