Artur Gomes




Jura secreta 14

eu te desejo flores
lírios brancos margaridas
girassóis
rosas vermelhas
e tudo quanto pétala
asas estrelas borboletas
alecrim bem-me-quer e alfazema
eu te desejo emblema
deste poema desvairado
com teu cheiro
teu perfume
teu sabor
tua doçura
e na mais santa loucura
declarar-te amor até os ossos
eu te desejo e posso
palavrarte até a morte
enquanto a vida nos procura




9 comentários:

darlene disse...

Uau....Que declaração....Quem dera fosse para mim.

Sônia disse...

Gostei da imagem.
"declarar-te amor até os ossos"...isso é que é amor!

darlene disse...

Vc gostou, Sônia?...Eu achei a imagem assim...assim....Não entendi.

Sônia disse...

Acho que gostei por isso mesmo Darlene, não dá pra entender...rs
É água aí na imagem Léo?
Da vontade de colocar a mão....sei lá...rs

Saramar disse...

Maravilhoso Artur, meu amigo, há tempos, o mais apaixonado e apaixonante dos poetas.
Adorei.

beijos

MamaNunes disse...

Quem é essamusa sortuda???
Adorei.

Laércio disse...

A imagem está assim..assim...kkkkkkik

Anônimo disse...

É Laercio....assim...assim....meio lá meio cá....rs entendeu?....rsrsrsr

darlene disse...

Essa aí em cima sou eu....rs