Shirley Carreira





Poema de saudade


Faz-se a poesia quando a alma nua
Arde,consciente de cada falta tua,
E percorre quieta a lembrança,
A saudade que nunca se cansa
De doer cá dentro de mim.

Faz-se poesia após tantos silêncios,
Tantas lacunas, no tempo, somadas,
Tantas fantasias mal sufocadas,
Quando em mim tua imagem habita
E faz ainda mais forte a paixão infinita.

Faz-se a poesia quando ainda me nego
E a sede me invade, mesmo se renego
Cada estilhaço de amor dentro de mim.
Faz-se a poesia e renova-se a magia
De um sentimento que não tem fim.




Um comentário:

darlene disse...

Renovar a magia infinitamente....
Mui belo