Alexandros Papadopoulos




Poema Kamasutra

Fervendo de desejo
Teus lábios beijo
Desvio pro pescoço
Cheiro gemo e desço
De súbito tropeço
Há uma elevação
Não agora vejo
Duas são
E se me dão
Subo até os picos
E languidamente
Lambo os bicos
Como se num tobogã
Escorrego e acabo
Num bico ao contrário
É o umbigo!
Seguindo adiante
Me perco num mato
Me acho num riacho
Minha sede mato
Depois olho melhor e ...
Será boca ou será flor?
Tem lábios e também exala
Inebriante odor
Ai que delírio esse torpor!
Bem mas agora
Já não aguento tanta dor
Estou pronto e quero pôr
Pra te conhecer melhor
Em teu mundo interior


Um comentário:

Anônimo disse...

Hey there! I've been reading your site for a long time now and finally got the bravery to go ahead and give you a shout out from Kingwood Texas! Just wanted to say keep up the excellent job!

Here is my web blog :: Lcdkj.Com