Tainã Alcântara





Olha a Voz Que Me Resta

Uma última coisa me prende
Depois de tanta queda
Depois de tanta surra
Depois de tanta merda
Essa esperança
Meu derradeiro suspiro desesperado
Surge em mim
Parte de mim
E cabe a mim e mais ninguem
Em busca do que pra mim é certo
Se é pra meu bem ou não
Pode ser mentira, ou loucura
Mas eu digo que fico!
Pelo menos mais um dia...


Imagem: Max Sauco


Um comentário:

Wagner disse...

bonito conjunto versos/imagem