Maria de Fátima Maia






Mas a essência que o tudo de ontem
(que é o nada de hoje)
tem
o tudo de hoje poderá ter
e ser nada amanhã
também



Art X



3 comentários:

Não fazemos censura prévia mas os exageros serão deletados.