Ydelvandes de Oliveira





A cura da alma é amor

Falta fé, um café, no anti-pé da manhã
Manhãs foram feitas pra renascer
Manhãs foram feitas pra poder brilhar
Um amor, pé de flor, um ardor, um sabor
As cicatrizes não estão no corpo
Lave a alma, deixe alva para prosseguir
Tenha calma, um suspiro pra sucumbir
Não há faca mais cortante para lhe ferir
A cura da alma é amor, sedativo da dor
E a luta mais travada é tentar sorrir
Manhãs são começos pra recomeçar
Manhãs são o agora do sol que irá queimar
Tenha lenha pra fazer fogueira
Estenda a mão, quando alguém pedir
Traga o coração bem aquecido e brando
Esqueça aquela noite e faça um dia branco
Cure a tua alma sem calar a calma
Que as manhãs são hoje pra recomeçar.



Imagem: Clint Hudson

3 comentários:

Léo Scartezzine disse...

Muito bonito e inspirador. Ótima sugestão Sônia.

Sonia disse...

É bonita a poesia sim...mas a imagem! Que coisa mais linda Léo!
Amei.

darlene disse...

Ok...Ok... Os dois são o máximo, adorei...