Diinha Souza





Foi-se a vida
Em ferida
Despedida
Desmedida
Desregrada

Foi-se em versos
Sem prosa
Em palavras
Não faladas

Foi sem foice
Tomada por pragas
Ervas daninhas
De ciúme, orgulho,
Coisas mesquinhas

Foi-se a sorte
E a morte
Foi-se em vida





5 comentários:

Sonia disse...

Não sei o que é mais lindo, o poema ou a imagem. Tá difícil! Briga de foice. Ai...que vontade de roubar...rs

Léo Scartezzine disse...

Rouba..vai..rs

darlene disse...

Empate Sonia. tá lindo.

Eu roubo o Leo sem dó nem piedade...kkkkkkkkkk Ele deixa Sonia

Sonia disse...

Eu sei que ele deixa Darlene...kkk
Ele é um doce. Mas vou me comportar, vou tentar não roubar...rs

darlene disse...

Boa menina...eu já não prometo nada...rs