Romulo Gouvêa




De amor depois eu te falo
depois eu te falo de tudo
mas em outro momento.
Na rua, num quarto.
Agora eu me guardo
agora tudo é cinzento.
De amor depois eu te cubro
depois eu te cubro com um mundo
mas em outro instante.
Na Terra, em Marte.
Agora te dou só uma parte
agora adio o restante.
Com amor depois te procuro
depois te procuro e me entrego
mas em outra hora.
Aonde você possa estar.
Agora tenho que andar
agora eu vou embora.
Com teu amor,
embora.
Ainda que agora...




3 comentários:

darlene disse...

O chão parece o tronco de uma árvore.

Sonia disse...

Parece mesmo...
Léo e suas imagens fantásticas!

Maria Angela Alvares Cacioli disse...

Trste o partir, quando a alma fica - partida - ...