Millôr Fernandes



2 comentários:

Sonia disse...

Sim, mas a admiração também pode ser verdadeira.

Léo Scartezzine disse...

Pode sim, creio que o autor quis apenas deixar claro que o ódio não tem como ser hipócrita, observação curiosa e verdadeira.